Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Sociedade Filarmónica Samouquense celebrou centésimo aniversário

Sfpl1 1 750 2500
04 Dezembro 2019

A Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense (SFPLS) festejou no dia 1 de dezembro o seu centésimo aniversário com a realização de uma sessão solene e de um concerto na sede da coletividade, num dia que ficou também marcado pelo descerramento do monumento em honra desta coletividade erigido pela Junta de Freguesia do Samouco.

No início do seu discurso, o presidente da Câmara Municipal felicitou a celebração da missa pelo Padre Jorge Almeida, que foi “acompanhado pela singularidade perfeita quer do Coral, quer da Banda, que foram fantásticos”.

“Hoje é um dia particularmente feliz para esta casa, para a vila do Samouco e naturalmente para o nosso concelho. Celebramos com efusiva emoção e alegria o centésimo aniversário da SFPLS, 100 anos de vida, 100 anos a elevar com brio e dignidade o nome do Samouco e do concelho”, afirmou Fernando Pinto.

“Atingir esta idade com a juventude, qualidade, inovação e criatividade que todos reconhecemos a esta instituição não é certamente para todos, apenas e só para os melhores. E esta vivacidade e dinamismo só é possível devido à determinação, vontade e esforço acrescido da população do Samouco e das sucessivas direções e restantes órgãos sociais, que envolvidos pelo espírito associativo e cívico, sempre trabalharam para ultrapassar as dificuldades e resolver problemas, projetando a Sociedade Filarmónica para o futuro”, acrescentou o autarca.

Para Fernando Pinto, “foi a soma do labor de todos os dias, ao longo destes 100 anos de existência, que transformou esta coletividade com um cariz identitário muito sui generis num valioso património cultural e numa referência local, nacional e internacional”.

O autarca elogiou a banda de música da SFPLS, destacando ser “do conhecimento de todos e grande motivo de orgulho as diversas participações da banda em festas populares, romarias religiosas, concertos, espetáculos tauromáquicos por todo o país e também na vizinha Espanha, onde há décadas abrilhanta as Festas de Nossa Senhora das Angústias, em Ayamonte”.

“Na verdade, a banda da Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense é uma verdadeira embaixadora não só da vila do Samouco, mas de todo o concelho de Alcochete, facto por todos reconhecido e que enquanto Presidente da Câmara, e em nome de todo o Executivo, muito agradeço”, prosseguiu, lembrando ainda “todas as atividades desenvolvidas para além da banda, desde o Coral até ao Hip-Hop, passando pelos bailes de Carnaval, o baile da Pinha e o já famoso e apetitoso Festival das Sopas”.

“Pelo seu enraizamento, as coletividades são lugares onde a dedicação à vida da comunidade se concretiza no seu quotidiano e esta não é exceção. É esta dedicação que importa, hoje e sempre, lembrar e enaltecer, a dedicação dos homens e mulheres que desde o dia 1 de dezembro de 1919 sonharam e impulsionaram o crescimento desta casa”, sublinhou, elogiando também “o empenho da direção atual que durante este ano promoveu um programa de irrepreensível qualidade para celebrar digna e brilhantemente esta data tão importante”.

O autarca terminou a sua intervenção “renovando o compromisso deste Executivo no apoio ao movimento associativo em geral e a esta coletividade em particular” e destacou a “forma consciente, rigorosa e emocionada do Executivo Municipal na oferta de dois bombardinos que vão enriquecer o já vasto património e sobretudo proporcionar maiores condições artísticas à Banda e em especial aos respetivos executantes”.

sfpl2
sfpls12_750x500_1
sfpls4_750x500_2
sfpls3_750x500_3
sfpls1_750x500
sfpls2_750x500
sfpls5_750x500
sfpls6_750x500
sfpls7_750x500
sfpls8_750x500
sfpls9_750x500
sfpls10_750x500
sfpls11_750x500
sfpls13_750x500

Município de Alcochete © 2015 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze