Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Executivo aprovou a requalificação das avenidas 5 de Outubro e do Canto do Pinheiro

Avcantopinheiro 1 750 2500
12 Novembro 2019

O projeto de construção da ciclovia e requalificação das avenidas 5 de Outubro e Canto do Pinheiro (troço 1 da rede ciclável), com início a nascente da urbanização Tagus Bay e conclusão na rotunda poente do Freeport Outlet, foi aprovado por unanimidade pelo Executivo Municipal, na reunião de câmara de 30 de outubro. Esta obra tem um custo estimado de €1.633.108,66 + IVA.

O Município vai assim realizar a requalificação na parte restante do traçado previsto no projeto original, sendo que a Urbanização Tagus Bay vai executar a requalificação da avenida 5 de Outubro na sua área de intervenção e que futuramente os promotores da urbanização nos terrenos da antiga fábrica Manuel Joaquim Orvalho procederão à requalificação do percurso restante da avenida 5 de Outubro e largo da Feira.

Sobre este assunto, o presidente da Câmara fez um ponto de situação em relação a duas candidaturas elaboradas pelo anterior Executivo Municipal, referentes à valorização do Sítio das Hortas e Pinhal das Areias e ao projeto da rede ciclável e pedonal agora em parte aprovado, salientando que este Executivo se reviu nestes dois projetos, mas que se viu na contingência de não aceitar em 2017 as duas candidaturas por motivos financeiros, uma vez que elas pressupunham um investimento autárquico de cerca de 4 milhões de euros quando o limite de endividamento da Câmara era de €2.100.000, com a agravante de ser expetável uma revisão dos custos das duas empreitadas.

O autarca salientou também que o projeto aprovado nesta reunião de Câmara vai ser submetido a uma candidatura aos fundos estruturais que tem um financiamento máximo de €450.000.

O vereador com o pelouro das Obras Municipais e Rede Viária, Pedro Lavrado, apresentou sucintamente as características da requalificação que o Executivo vai realizar nas referidas vias, nomeadamente a execução integral e subterrânea das redes de água, águas residuais e pluviais, de eletricidade, telecomunicações e gás.

O autarca adiantou ainda que “a requalificação rodoviária prevê uma redução da largura da via para 6 metros com impactos diretos na segurança rodoviária através de limites de velocidade e na redução dos níveis de ruído e que a redução da largura da via permite um ganho de espaço nas laterais que serão destinadas à construção de uma via ciclável com uma largura de 2,40m e de uma via pedonal com uma largura de 1,60m”. Para além da repavimentação, o percurso ao longo das vias contará com novos espaços verdes, plantação de árvores, colocação de mobiliário urbano e zonas de estacionamento para bicicletas.

Município de Alcochete © 2015 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze