Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Homenagem à BA6 marca aniversário da vila do Samouco

750x500 1 750 2500
10 Dezembro 2018

A freguesia do Samouco esteve ontem, dia 9, em festa com as comemorações do 14.º aniversário da sua elevação a Vila, uma iniciativa promovida pela Junta de Freguesia que contou com dois momentos distintos: a inauguração da escultura de homenagem à Base Aérea N.º 6 na rotunda com o seu nome e a sessão solene que decorreu no salão nobre do edifício da Junta.

Os presidentes da Câmara Municipal e da Assembleia Municipal, a vice-presidente do Município, os vereadores, o pároco Jorge Almeida, o Coronel Luís Graça, comandante da Base Aérea N.º 6, o Executivo da Junta de Freguesia, os presidentes das Juntas de Freguesia de Alcochete e de São Francisco e das Assembleias de Freguesia, os representantes das instituições militares e das forças vivas da freguesia e do concelho marcaram presença no evento, assim como a população.

Durante a sessão solene foi enaltecida a missão e a história da Base Aérea N.º 6 que há décadas está instalada na margem sul do rio Tejo, com porta de armas na freguesia do Samouco.

A homenagem à instituição militar da Força Aérea Portuguesa esteve no centro das intervenções do presidente da Câmara Municipal, Fernando Pinto, e do presidente da Junta de Freguesia do Samouco, Pedro Ferreira, tendo também usado da palavra o representante da instituição, comandante Luís Graça, a quem a Junta de Freguesia ofereceu uma réplica em miniatura da escultura que doravante embeleza a rotunda do Samouco e que reforça na memória coletiva a importância da BA6 para a freguesia e para o concelho.

No início do seu discurso, o presidente da Câmara Municipal referiu-se à história da Freguesia, manifestando o seu regozijo por participar numa data comemorativa tão marcante para o Samouco. “É com muita honra que participo nesta cerimónia que evoca o dia 9 de dezembro de 2004, data em que a Assembleia da República aprovou por unanimidade a elevação do Samouco à categoria de Vila”, disse Fernando Pinto, que enalteceu “o empenho e o trabalho das mulheres e homens do Samouco, que arduamente e de forma incansável reivindicaram como justa e legítima a atribuição da categoria de Vila ao Samouco”.

Para o autarca, a História “é sobretudo substanciada pela ação das pessoas, muitas vezes anónimas, mas cuja demanda se mostra útil, produtiva e bem-sucedida”. “Esta é, seguramente, a história da população do Samouco, gente da minha gente, humilde, trabalhadora, ciosa das suas tradições e zelosa das suas coletividades e instituições, gente esforçada que não deixa por mãos alheias a defesa daquilo que é e pretende ser”, acrescentou, pedindo uma salva de palmas “para todas e todos os que ao longo dos anos foram construindo a história do Samouco”.

“Hoje comemoramos os 14 anos da Vila do Samouco e, em boa hora e com toda a justeza, homenageamos a Base Aérea nº 6, que desde os anos 30, mesmo antes de assim ser designada, tem dado um contributo imprescindível ao desenvolvimento da aviação militar nacional e tem assumido um papel de suprema importância no cumprimento da missão da Força Aérea Portuguesa, levando bem alto o nome de Portugal”, afirmou

Fernando Pinto, recordando o lema Força e Grandeza de Ânimo da BA6, que nas suas palavras, “não só orienta a missão militar, mas também está patente na forma como desde sempre se relaciona com as populações onde está inserida”.

O autarca, em nome do Município de Alcochete, agradeceu “de forma reconhecida a prontidão e colaboração da BA6 com as autarquias locais, bem como com as instituições e coletividades locais” e encerrou o seu discurso com uma mensagem aos autarcas e à população do Samouco: “Hoje celebramos o desenvolvimento da Vila do Samouco, mas esta conquista, como tão bem sabem, só se alcança com progresso e com uma visão de futuro onde não cabe o medo e o retraimento. Se a mudança nos tocar à porta, não devemos deixar tocar duas vezes, mas sim assumir as nossas responsabilidades e em sede própria defender aquilo que entendemos ser o melhor para as nossas populações, majorando potencialidades e, naturalmente, mitigando as ameaças”, disse, manifestando a certeza de que “aquilo que foram e venham a ser as conquistas do Samouco e da sua população, são, incondicionalmente, conquistas do concelho de Alcochete”.

A sessão solene foi abrilhantada com um apontamento musical pelo Ensemble de Trompetes do Conservatório Regional de Artes do Montijo e encerrou com os parabéns à vila do Samouco com o bolo de aniversário.

Município de Alcochete © 2015 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze