Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Biblioteca de Alcochete festeja 10.º aniversário

Fotocapa 1 750 2500
17 Setembro 2018

No dia 15 de setembro, o auditório da Biblioteca de Alcochete encheu-se com pessoas de todas as idades para festejarem o 10.º aniversário deste polo cultural com um evento em que predominou a poesia e a literatura pela Andante Associação Artística e por vários elementos do Coro de Leitura em Voz Alta (CleVa).

O Executivo Municipal, os presidentes das Juntas de Freguesia, os deputados da Assembleia Municipal e das Assembleias de Freguesia, os representantes dos partidos políticos, a diretora do Agrupamento de Escolas de Alcochete e representantes do movimento associativo e de várias instituições marcaram presença nesta data festiva.

“Falar, pensar na Biblioteca de Alcochete é revisitar a nossa memória, é procurar nos espaços mais recônditos do nosso pensamento os amores que aqui vivemos, as amizades que produzimos, as lutas que travámos, os sonhos que construímos, reconstruindo a forma da palavra cultura, parceira intrínseca da nossa Biblioteca”, salientou o presidente da Câmara Municipal, Fernando Pinto.

Para o autarca, a Biblioteca é “um espaço sonhado e concretizado pelas mulheres e homens de Alcochete, que perde-se no tempo, no tempo das memórias que muitas das vezes escasseiam na nossa sociedade intelectual”.

“Hoje assinalamos 10 anos da existência de um espaço que construiu a sua própria História. Nela colaboraram dezenas de funcionários autárquicos que ao longo desta década, com muito empenho, com muito esforço e sobretudo com uma vontade desmesurável de contribuir para o bem comum, foram elementares na construção deste caminho”, disse o autarca, dando conta da alegria de todos pelo aniversário de “um espaço único”, “paragem obrigatória do futuro intelectual de Alcochete”

Antes de encerrar a sua intervenção, Fernando Pinto manifestou “um agradecimento especial à comunidade, à nossa população, que todos os dias, assumem o protagonismo da nossa existência”. “Para eles e sobretudo por eles, crianças, jovens, adolescentes, homens e mulheres, construímos uma equipa competente para vos ajudar, atender, ouvir, ensinar, admirar, conscientes de que esta sementeira dará naturalmente bons frutos”, disse.


Também o vereador da Cultura, Vasco Pinto, destacou o “empenho e dedicação” dos técnicos da Biblioteca, sublinhando que “é uma enorme responsabilidade para os profissionais desta infraestrutura colocar em evidência o supremo poder da aprendizagem e a qualidade de vida das pessoas da comunidade servidas pela Biblioteca de Alcochete”.

“No dia 13 de setembro de 2008, a Biblioteca de Alcochete abria as portas à população do concelho como uma “casa de sonhos” e “hoje, como em 2008, a Biblioteca de Alcochete está de parabéns”, referiu o autarca.

Para o vereador da Cultura, “são 10 anos de história, 10 anos de memória (…) uma década de experiências, de vivências traduzida em 3.623 utilizadores inscritos, 60.000 títulos de fundo documental, centenas de atividades diversificadas, entre as quais atividades da hora do conto para as famílias, ações de formação no âmbito das tecnologias de informação e comunicação e exposições documentais”.

Vasco Pinto destacou também as parcerias estabelecidas com diversas instituições, entre as quais a Associação de Municípios da Região de Setúbal, Fundação Aga Khan, Universidade Nova de Lisboa, Agrupamento de Escolas de Alcochete, Direção Geral do Livro e das Bibliotecas, Santa Casa da Misericórdia de Alcochete, Hospital Garcia de Orta e Centro Hospitalar Barreiro/Montijo.

“Com um novo espaço ampliado e remodelado foi possível apoiar a aprendizagem, facilitar o acesso aos recursos de informação, colaborar nos processos de criação do conhecimento e contribuir para o enriquecimento cultural, social, de lazer e recreação dos cidadãos e cidadãs do concelho”, disse.

No decorrer do evento foram recordados os técnicos que prestam e prestaram serviço ao longo dos 10 anos de existência da Biblioteca e ainda o Dr. Manuel Luís Barroso da Silva, que doou todo o seu espólio à Biblioteca, e Nils Fisher, de nacionalidade dinamarquesa, que dedicou os seus últimos anos de vida à divulgação da obra literária de Hans Christian Andersen no nosso País, com particular destaque em Alcochete.


Cristina Paiva, da Andante Associação Artística, protagonizou vários momentos de animação da leitura com recitação de poemas, resenha de vários espetáculos desta associação e uma breve apresentação do CLeVA – Coro de Leitura em Voz Alta.

Para Cristina Paiva, o balanço de uma década de atividade da Biblioteca de Alcochete “é em geral muito bom, muito positivo”. “Há uma comunidade que se foi construindo à volta desta casa (…) que são pessoas que vêm aqui regularmente e o balanço só pode ser positivo”, disse.

Quanto ao balanço da atividade do CLeVA, Cristina Paiva referiu que “é super positivo”. “Tem muita gente de Alcochete, mas trouxe também muita gente de fora à Biblioteca de Alcochete” e o sucesso é tal que as inscrições para a nova temporada (para 40 elementos) esgotaram-se mal abriram as vagas.

Município de Alcochete © 2015 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze