Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Município de Alcochete reivindica mais transportes públicos

Tst 1 750 2500
22 Dezembro 2009
A Assembleia Municipal de Alcochete reivindica uma maior adequação dos serviços e horários dos transportes rodoviários prestados pela empresa TST – Transportes Sul do Tejo nas carreiras de ligação a Lisboa, bem como com os horários dos transportes fluviais de passageiros assegurados pela empresa Transtejo.

Os deputados municipais tomaram esta posição com a aprovação de uma moção por unanimidade na reunião realizada no dia 21 de Dezembro, documento que vai ser enviado às referidas empresas, aos Grupos Parlamentares, ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, à Autoridade Metropolitana de Transportes, à Junta Metropolitana de Lisboa, ao Governo Civil de Setúbal, à Câmara Municipal de Alcochete, às Juntas de Freguesia do concelho e à comunicação social.

Os deputados municipais denunciam que “no Concelho de Alcochete não existem ligações directas entre os transportes rodoviários TST e os transportes fluviais da Transtejo, no cais do Seixalinho, entre as 9h00 e as 17h00, num período superior a 7 horas”, durante o qual os residentes do concelho de Alcochete têm que se deslocar ao terminal dos TST do Montijo, para aceder ao cais do Seixalinho.

Os autarcas consideram também que as carências da população de Alcochete ao nível dos transportes se agravaram com a eliminação do terminal rodoviário do Campo Grande e que se verifica o incumprimento dos horários de algumas carreiras.

As dificuldades decorrentes de um “deficiente serviço de transportes públicos” fazem-se igualmente sentir em São Francisco e Samouco, sendo que nesta Freguesia o acesso a Lisboa via Montijo está totalmente vedado entre as 9h30 e as 15h45 devido à alteração do trajecto da carreira 435 nesse horário.

Município de Alcochete © 2020 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze