Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Janita Salomé brindou Alcochete com “Vinho dos Amantes”

Janita capa al 1 750 2500
06 Outubro 2009
A intensa e vibrante voz de Janita Salomé fez-se ouvir no Fórum Cultural de Alcochete, na passada sexta-feira, 3 de Outubro, para mais um espectáculo integrado no 7.º Festival de Expressões Ibéricas de Alcochete, que trouxe até nós alguns dos mais famosos temas da música portuguesa e francesa.

Janita Salomé começou por felicitar a Câmara de Alcochete por dar continuidade ao Festival de Expressões Ibéricas. “O mosaico ibérico é muito rico e colorido e merece ser cultivado como faz a Câmara Municipal de Alcochete, o que torna incontornável este convite para vir a Alcochete pela segunda vez em cinco anos e é com muito gosto que aqui estou”, salientou o artista, que iniciou o espectáculo com o tema “Estrela do Dia”.

Durante a sua actuação, o artista elogiou também Alcochete como um sítio “singular, onde as pessoas se olham olhos nos olhos” e que permanece longe da agitação da cidade de Lisboa.

As memórias dos tempos vividos na capital, “com noites perdidas, noites ganhas” foram evocadas nos temas seguintes, que incluíram também a homenagem ao Alentejo com um tema composto pelo cantor e músico alentejano, que neste espectáculo esteve acompanhado ao piano pelo músico Filipe Raposo, que também brindou o público com um tema a solo.

Janita Salomé começou por evocar Zeca Afonso, “a grande referência da música portuguesa do século XX”, com a interpretação do tema “Era um redondo vocábulo”, que considerou ser “um dos mais belos poemas e uma das mais belas canções de todos os tempos”.

Outros temas que imortalizaram Zeca Afonso foram escutados durante este espectáculo que incluiu também com uma homenagem ao cantor belga de expressão francesa Jacques Brel, com destaque para a interpretação da famosa canção “Ne me quitte pas”.

A música popular da Beira Baixa e do Alentejo, as raízes musicais judaicas e a poesia sobre o vinho preencheram este espectáculo de Janita Salomé em Alcochete, essencialmente dedicado ao seu último disco “Vinho dos Amantes”.

“Procurei trazer para este espectáculo aquilo que de novo e mais recente foi editado, os temas do disco “Vinho dos Amantes”, um disco dedicado à temática do vinho em toda a sua dimensão, essencialmente o vinho da mística da existência, o vinho da vida, o vinho das memórias, o vinho dos cantores”, referiu Janita Salomé, após o espectáculo.

O 7.º Festival de Expressões Ibéricas, promovido pela Câmara Municipal de Alcochete, prossegue com mais dois espectáculos: os “Lufa Lufa”, na próxima sexta-feira, dia 9, às 22h00, na Igreja da Misericórdia de Alcochete e com a fadista Ana Moura, no próximo sábado, dia 10 de Outubro, às 22h00, no Fórum Cultural de Alcochete.

Para mais informações e aquisição de bilhetes contactar o Sector de Animação Cultural do Fórum de Alcochete através do 212 349 640.


Entrevista com Janita Salomé


Excerto do concerto



Município de Alcochete © 2020 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze