Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Músico Armando Crispim homenageado em Alcochete

Ac 4 1 750 2500
06 Outubro 2008
Um espectáculo inesquecível de elevado nível musical marcou a homenagem ao músico Armando Crispim, no passado sábado, 4 de Outubro, no Fórum Cultural, numa iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Alcochete para assinalar os 50 anos de carreira do músico alcochetano, em parceria com músicos, ex-colegas e amigos do homenageado.

Em nome do Presidente da Câmara Municipal de Alcochete que, por motivos particulares não pôde estar presente na cerimónia, o Vereador da Cultura usou da palavra para expressar “a motivação, o profundo sentido de reconhecimento e respeito do Executivo Municipal” para com “um homem da nossa terra”.

Paulo Alves Machado sublinhou que a “alma de Alcochete” está nas várias gerações de músicos que “foram capazes de produzir com alma, com sentimento e com excelência”, assim como “no esforço e no labor do trabalho árduo das salinas, por onde passou Armando Crispim, na arte e mestria dos marítimos, no trinar das guitarras e do fado, na valentia e na nobreza dos nossos forcados, na voz dos poetas e no casario fantástico da vila debruçada sobre o rio Tejo”.

O espectáculo de homenagem aos 50 anos de carreira de Armando Crispim, que se aposentou aos 73 anos de idade, contou com as actuações dos músicos do ARtBrass Trio, do Quarteto de Violoncelos da Orquestra Sinfónica Portuguesa, do Quinteto Flamen, do Quinteto de Metais da Orquestra Sinfónica e da Contr´Orquestra, que interpretaram temas de Anthony Plog, Rossini, Horovitz e Duncan Fox, entre outros compositores.

Um dos momentos mais sublimes do espectáculo foi a actuação a solo de Armando Crispim, a quem os Vereadores António Luís Rodrigues, Paulo Alves Machado e José Luís Alfélua, acompanhados do Presidente da Junta de Freguesia de Alcochete, Estêvão Boieiro, ofereceram um quadro com uma dedicatória do Presidente da Câmara Municipal, Luís Miguel Franco, que desta forma manifestou a sua “elevada estima e profundo reconhecimento e admiração” ao músico.

No decorrer do espectáculo, os músicos em palco contaram vários episódios vividos com o colega e professor Armando Crispim, que ilustram o seu grande amor a Alcochete e às facetas típicas de uma terra que adora as festas de toiros.

O espectáculo de homenagem encerrou com uma surpresa dos músicos da Contr´Orquestra ao Armando Crispim: a interpretação do arranjo que o homenageado compôs para o Vulcanense Futebol Clube que, segundo os músicos, é também um autêntico hino a Alcochete.






 

Município de Alcochete © 2021 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze