Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Embarcação tradicional “Bote Leão” está em construção

Contrucao bote leao 1 750 2500
27 Agosto 2015

Está em curso a construção do bote Leão, a embarcação tradicional que vai permitir à Câmara Municipal realizar novos passeios turísticos no rio Tejo, que dão a conhecer a extensão do património natural e paisagístico que carateriza o concelho. Integrado no programa de regeneração urbana do Município, a aquisição do Bote Leão representa um investimento total de 369.000 €, cofinanciado pelo Fundo Europeu das Pescas, com um montante de subsídio não reembolsável de 120.000 €, na sequência da aprovação de uma candidatura à medida de desenvolvimento sustentável das zonas de pesca do programa PROMAR.

A ser construída de acordo com as boas práticas de construção naval, esta embarcação permitirá a realização de passeios turísticos, designadamente pela frente ribeirinha da vila de Alcochete, Reserva Natural do Estuário do Tejo, Sítio das Hortas, praia dos Moinhos e salinas do Samouco.

A par da promoção turística do Município e da preservação das tradições marítimas locais, a divulgação do conhecimento das antigas práticas de navegação e das caraterísticas das embarcações tradicionais é também uma das principais finalidades deste projeto que, dada a sua importância para a comunidade local, está igualmente consubstanciado no plano de desenvolvimento estratégico “Alcochete 2025” que se encontra em fase de conclusão.

O Tejo sempre assumiu uma relevância económica para a Região e, dada a sua posição geográfica, Alcochete sempre desenvolveu uma relação estreita com o rio. Das várias embarcações de Alcochete, duas ainda são relembradas pelas gentes locais: o bote Leão e o vapor Alcochete, mais conhecido por “Menino”.
Até ao início do século XX, as ligações fluviais eram muito morosas e, dada a configuração do seu casco, o bote Leão, propriedade de D. António, Marquês de Soydos, permitia a realização de uma travessia mais rápida e, por isso, não é de estranhar que tenha ficado gravado na memória das gentes locais como o barco mais veloz que Alcochete tinha, até então, ao seu serviço.

Depois da fragata Alcatejo ter sido retirada do rio, por apresentar problemas estruturais, que colocavam em causa as suas condições de navegabilidade, a Câmara Municipal submeteu uma candidatura para a obtenção de fundos comunitários, que viabilizassem a aquisição de uma nova embarcação tradicional que permitisse ao Município prosseguir com a estratégia de promoção turística, numa estreita relação com o rio.

 

imagem  imagem  imagem

Município de Alcochete © 2015 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze