Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Reunião 21 abril 2016

Período para apresentação de propostas de moção e votos de pesar

O deputado Pedro Canteiro leu o Voto de pesar pelos atentados de Bruxelas.


A deputada Patrícia Figueira explicou que a interpretação do voto de pesar devia ser no sentido da defesa da soberania dos estados e da defesa dos valores que orientaram a construção da União Europeia e não no sentido bélico.


Pedro Canteiro esclareceu que, com o voto de pesar, se pretende condenar o ato de terrorismo em Bruxelas, o que não tem nada a ver com a questão dos refugiados.

Ordem do Dia

Na discussão do ponto “Prestação de Contas de 2015 e Relatório de Gestão de 2015”, o deputado Pedro Canteiro considerou interessante a câmara ter tido um resultado positivo e ter equilibrado as receitas com as despesas, mas lamentou que as receitas venham diretamente dos impostos. Considerou a derrama outro aspeto interessante pois as empresas do concelho estão a dar lucro, reflexo da anterior boa gestão nacional.


O deputado disse que apesar da receita ter aumentado, isso não teve reflexos na vida do município pois mantêm-se os edifícios e os espaços públicos degradados, as ruas e jardins sujos, as estradas, acessos pedonais e caminhos muito degradados.


O deputado João Lopes solicitou mais esclarecimentos em relação à verba de €20.000 transferida para o Agrupamento de Escolas de Alcochete e se este valor representa a totalidade das verbas transferidas para esta entidade e que percentagem representa em relação às transferências do Ministério da Educação para a autarquia.


Em relação à derrama, o deputado enalteceu as políticas do anterior governo porque afinal a economia se desenvolveu e as empresas tiveram maiores lucros e perguntou se o executivo camarário tem intenção de criar dinâmicas para a atração de novas empresas para o concelho.

Os deputados da bancada do CDS/PP abstiveram-se na votação da “Prestação de Contas de 2015 e Relatório de Gestão de 2015”.

Período para apresentação de propostas de moção e votos de pesar

O deputado Pedro Canteiro leu o voto de pesar pelos atentados em Bruxelas.


A deputada Patrícia Figueira explicou que a interpretação do voto de pesar devia ser no sentido da defesa da soberania dos estados e da defesa dos valores que orientaram a construção da União Europeia e não no sentido bélico.


Pedro Canteiro esclareceu que, com o voto de pesar, se pretende condenar o ato de terrorismo em Bruxelas, o que não tem nada a ver com a questão dos refugiados.

Ordem do Dia

Na discussão do ponto “Prestação de Contas de 2015 e Relatório de Gestão de 2015”, o deputado Pedro Canteiro considerou interessante a câmara ter tido um resultado positivo e ter equilibrado as receitas com as despesas, mas lamentou que as receitas venham diretamente dos impostos. Considerou a derrama outro aspeto interessante pois as empresas do concelho estão a dar lucro, reflexo da anterior boa gestão nacional.
O deputado disse que apesar da receita ter aumentado, isso não teve reflexos na vida do município pois mantêm-se os edifícios e os espaços públicos degradados, as ruas e jardins sujos, as estradas, acessos pedonais e caminhos muito degradados.


O deputado João Lopes solicitou mais esclarecimentos em relação à verba de €20.000 transferida para o Agrupamento de Escolas de Alcochete e se este valor representa a totalidade das verbas transferidas para esta entidade e que percentagem representa em relação às transferências do Ministério da Educação para a autarquia.


Em relação à derrama, o deputado enalteceu as políticas do anterior governo porque afinal a economia se desenvolveu e as empresas tiveram maiores lucros e perguntou se o executivo camarário tem intenção de criar dinâmicas para a atração de novas empresas para o concelho.

Os deputados da bancada do CDS/PP abstiveram-se na votação da “Prestação de Contas de 2015 e Relatório de Gestão de 2015”.

 

Município de Alcochete © 2015 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze