Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Reciclagem

Os resíduos sólidos urbanos seletivos e indiferenciados  

A perspetiva da “inutilidade” do lixo que produzimos diariamente leva-nos a ignorar as possibilidades que existem ao nível do reaproveitamento de alguns materiais que podem ser recicláveis e/ou reutilizáveis.


Ao separar os resíduos, cada cidadão está a contribuir para um sistema de tratamento do lixo mais eficiente e económico. Anualmente são recolhidas toneladas de papel e cartão, vidro, plástico e metal no Concelho de Alcochete que, posteriormente, são reutilizadas na criação de novos produtos.

A gestão da recolha seletiva no Município é da responsabilidade da AMARSUL que recolhe, armazena e que encaminha os resíduos para um tratamento mais adequado.

Como podemos separar os resíduos sólidos urbanos seletivos?
No concelho de Alcochete os munícipes têm ao seu dispor dois equipamentos: os ecopontos e o ecocentro.

Distribuídos por pontos estratégicos, os Ecopontos são contentores diversificados (vidrão, embalão, papelão e pilhão) utilizados para a recolha seletiva de resíduos sólidos urbanos e que garantem a participação dos munícipes neste processo.

 

Podem ser depositados nos Ecopontos os seguintes resíduos:

  • Vidro proveniente de embalagens (garrafas, frascos, etc.)

Não depositar: outros tipos de vidro, como: pirex, espelhos, vidros de janelas (vidro plano), vidro aramado, materiais cerâmicos e porcelanas;

  • Embalagens plásticas e metálicas, de uso doméstico (pacotes de cartão complexo para bebidas – tetrapack, esferovite, garrafas de plástico de água, sumos, detergentes, latas de bebidas, conservas, sprays, etc.)

Não depositar: embalagens de uso industrial, latas de tinta, resíduos perigosos;

  • Papel e Cartão (caixas de cartão, jornais revistas, papel de fotocópias, papel de computador e outros tipos de papel reciclável

AVISO: As caixas de cartão deverão ser espalmadas antes de serem introduzidas no contentor. Deverão ser retirados todos os contaminantes

 

Mais informações úteis relativas aos ecopontos estão disponíveis em www.amarsul.com/ecopontos/ por exemplo sobre a localização exata do ecoponto mais próximo, a última recolha efetuada ou quando será realizada a próxima visita.

 


O Ecocentro é um parque de acesso público que integra contentores de grandes dimensões que recebem separadamente diversos materiais, para posteriormente serem tratados e reciclados.

São admitidos no Ecocentro os seguintes tipos de resíduos:

  • Vidro proveniente de embalagens (garrafas, frascos, etc.) < 2m3 por semana;

Não são aceites: outros tipos de vidro, como: pirex, espelhos, vidros de janelas (vidro plano), vidro aramado, materiais cerâmicos e porcelanas;

  •  Embalagens plásticas e metálicas, de uso doméstico (pacotes de cartão complexo para bebidas – tetrapack, esferovite, garrafas de plástico de água, sumos, detergentes, latas de bebidas, conservas, sprays, etc.) < 2m3 por semana; 

Não são aceites: embalagens de uso industrial, latas de tinta, resíduos perigosos;

  •  Papel e Cartão (caixas de cartão, jornais revistas, papel de fotocópias, papel de computador e outros tipos de papel reciclável < 2m3 por semana;        

AVISO: As caixas de cartão deverão ser espalmadas antes de serem introduzidas no contentor. Deverão ser retirados todos os contaminantes.

  •  Resíduos verdes provenientes de cortes de jardins < 2m3 por semana; 

AVISO: Entregues apenas por particulares, nunca por agricultores de grandes explorações ou empresas de manutenção de espaços verdes, estes deverão dirigir-se aos Ecoparques (Palmela, Seixal ou Setúbal)

  • Monos domésticos (mobílias usadas, colchões, etc.) < 2m3 por semana; 

AVISO: Estes resíduos deverão ser sempre entregues por particulares;  As unidades comerciais e industriais deverão dirigir-se aos Ecoparques (Palmela, Seixal ou Setúbal)

  • Pilhas (pilhas e acumuladores de uso doméstico) – 0,5kg por semana;

 Não são aceites: baterias de veículos automóveis e motas.

  • Embalagens de madeira (não danificadas) – paletes e caixas de fruta
  • Óleos minerais (provenientes de privados, sempre em pequenas quantidades, e nunca provenientes de oficinas de reparação/manutenção automóvel) – 50L  por semana;
  • Óleos alimentares (provenientes de privados, sempre em pequenas quantidades): 50L por semana;

 

O que NÃO É ACEITE no Ecocentro:
  • RCD (Resíduos de Construção e Demolição), designado na gíria por Entulhos
  • REEE (Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos)

No site da amarsul (www.amarsul.pt/pt/documentos) poderá aceder a mais informação, como: Pedido de autorização para utilização do sistema Amarsul, Tabela de preços dos Ecoparques, Lista de Resíduos Admissíveis nos Ecoparques.

 

Ecocentro de Alcochete

Coordenadas GPS

38°44'21.23"N

  8°56'4.84"W

  

O que é possível descarregar, GRATUITAMENTE, nos Centros de Receção da Amarsul:
  • Entulhos em qualquer um dos Centros - Palmela, Seixal e Sesimbra

AVISO: O entulho só é aceite na Amarsul se for limpo (isto é, não estar contaminado c/ outro tipo de resíduo que não seja de construção ou demolição, caso contrário não será aceite) e até 4 TON por mês /produtor

  • REEE no Centro de Sesimbra

  

REEE – Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos

Designam-se por Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos todo o tipo de equipamentos que estão dependentes de correntes elétricas ou campos eletromagnéticos para funcionar corretamente, bem como os equipamentos para geração, transferência e medição dessas correntes e campos.

Os REEE contêm uma ampla gama de materiais poluentes pois incluem nos seus componentes metais pesados, tais como o chumbo ou o cádmio, para além de outros metais como o alumínio, cobre, metais precisos, etc., e ainda vários tipos de plástico, vidro, borrachas e CFC’s.

São todos os resíduos, na aceção da alínea a) do artigo 3º do Decreto-Lei nº239/97, de 9 de Setembro, incluindo todos os componentes, subconjuntos e consumíveis que fazem parte integrante de equipamentos elétricos e eletrónicos (EEE), no momento em que estes são rejeitados.

O que fazer aos REEE?

De acordo com a Legislação em vigor e desde 13 de Agosto de 2005, os Distribuidores (Grossistas ou Retalhistas) são responsáveis por assegurar gratuitamente a recolha de REEE, sem encargos para o detentor.

Assim, no ato da compra de um Equipamento Elétrico e Eletrónico novo, e que desempenhe as mesmas funções que o REEE (resíduo) que detém, pode entregar este último que, aliás, deve ser recebido gratuitamente.

Se, em consequência das dimensões ou peso do REEE que detém, não o puder transportar, pode solicitar à Entidade que procede à venda do Equipamento novo, que recolha no seu domicílio o REEE, o que deverá também ser feito gratuitamente.

Tabela de Categorias de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos:

  • Categoria 1. Grandes Equipamentos;
  • Categoria 2. Pequenos Equipamentos;
  • Categoria 3. Equipamentos Informáticos e de Telecomunicações;
  • Categoria 4. Equipamentos de Consumo;
  • Categoria 5. Equipamentos de Iluminação;
  • Categoria 6. Ferramentas Elétricas e Eletrónicas;
  • Categoria 7. Brinquedos e Equipamentos de Desporto e Lazer;
  • Categoria 8. Aparelhos Médicos;
  • Categoria 9. Instrumentos de Monitorização e Controlo;
  • Categoria 10. Distribuidores Automáticos.

 

A Amb3E – Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos, anteriormente designada Amb3E – Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos, é uma entidade gestora, sem fins lucrativos, licenciada pelo Despacho conjunto n.º354/2006, de 27 de Abril, dos Ministérios do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional e da Economia e da Inovação, para organizar e gerir um Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (SIGREEE).

 

No Concelho de Alcochete, existem vários locais de receção dos REEE

Bombeiros Voluntários de Alcochete

Rua do Salineiro;

Tel.: 213 340 557

 

Pontos Eletrão

Junta de Freguesia de Alcochete

Freeport
GALP – Áreas de serviço da Ponte Vasco da Gama

 

Pontos Eletrão para lâmpadas:

Freeport

  

Centros de Receção próximos do Concelho de Alcochete:

  • AMARSUL- Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos SA Sesimbra
  • Ambitrena - Valorização e Gestão de Resíduos SA - Setúbal
  • Centro de Reciclagem Palmela
  • Ambicare Industrial - Tratamento de Resíduos SA (só lâmpadas) - Parque Industrial da Mitrena (Setúbal)
  • Transucatas - Soluções Ambientais, SA - Seixal
  • Recielectric - Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos – Seixal
  • Ambilital - Investimentos Ambientais no Alentejo, EIM – Ermidas do Sado

 

NOTA: Os REEE a depositar nos Centros de Receção devem estar completos, segundo o Decreto-Lei n.º 230/2004, de 10 de Dezembro, e estarem devidamente acondicionados de modo a facilitar a descarga.

Mais informações sobre os locais de receção destes resíduos estão disponíveis no site da AMB3E (www.amb3e.pt) ou através do número verde (chamada grátis) 800 262 333.

 

A seleção do lixo
Os resíduos contêm uma diversidade de materiais que podem ser reutilizados e quando não promovemos este reaproveitamento, estamos a desperdiçar recursos naturais. Como tal, é importante não descurarmos o nosso papel, enquanto consumidores conscientes, e adotarmos uma atitude protetora e economicista perante os recursos que a Natureza nos oferece.

Para nos auxiliar a seguir uma boa política ambiental existe um instrumento de conduta, denominado por Política dos 5 R’s”, que descreve quais os procedimentos que devem ser adotados, antes e depois de produzirmos lixo.



A política dos 5 R’s tem como base os seguintes princípios:

1. REDUZIR
Devemos ser responsáveis e adotar medidas internas para reduzir a quantidade de resíduos que são diariamente produzidos.
Como?
Reduzir a quantidade de embalagens que compramos todos os dias;
Optar por produtos amigos do ambiente, em detrimento dos produtos considerados perigosos;
Prolongar o ciclo de vida dos produtos;
Utilizar produtos que substituam as tradicionais embalagens plásticas.

2. REUTILIZAR
Depois de reutilizados os resíduos podem ser novamente utilizados. A reutilização minimiza a poluição e valoriza o reagente que ao ser reaproveitado impede a compra de um outro.
Como?
Utilizar diversas vezes e de diferentes formas o mesmo produto / embalagem
Manter os bens duráveis

3. RECUPERAR

Consiste na devolução de garrafas e embalagens reutilizáveis, para que estas possam ser usadas novamente.

4. RENOVAR

Consiste na reparação de "coisas" em vez de as deitar fora

 5. RECICLAR

Ao reciclar estamos a transformar algo velho em novo. Os materiais que não podem ser reutilizados ganham uma nova vida, ao mesmo tempo que reduzimos os resíduos, poupamos energia e os recursos naturais.
Como?
Comprar produtos que resultam de materiais reciclados e com embalagens recicláveis
Depositar os resíduos nos equipamentos adequados para reciclagem

Município de Alcochete © 2015 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze