Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Mensagem do Presidente

imagem
Uma estratégia de investimento presente com visão para o futuro

O final do presente mandato autárquico ficará indelével e positivamente associado à concretização de investimentos na regeneração do espaço público, ampliação e requalificação de equipamentos escolares que integram as competências da autarquia e na qualificação da rede viária concelhia.
Por outro lado, importa afirmar que, extravasando o horizonte temporal deste mandato, encontramo-nos, desde já, a estruturar e a materializar o modelo conceptual e financeiro que permitirá ao município realizar e concretizar outros investimentos que se revestirão dos propósitos de incrementar a atractividade territorial e a dinamização da actividade económica, assumindo o turismo e a ampliação das áreas de localização empresarial como vectores prioritários para um concelho que, sendo parte integrante da Região de Lisboa, deve reposicionar-se e perfilar-se como um território de maior centralidade e, inclusivamente, de capitalidade em domínios como a biodiversidade e o ambiente, valorizando-se, igualmente, as características distintivas, quer materiais, quer imateriais, do nosso território e das nossas vivências.
No primeiro contexto referenciado integram-se, pois, as obras de requalificação do Miradouro Amália Rodrigues, da Praça da República, no Samouco, e do Parque de Merendas, na Fonte da Senhora, assim como as obras de ampliação e reabilitação da Escola da Restauração e de requalificação da Rua do Láparo, sendo que, no que à preparação do mandato subsequente concerne e na prevista aprovação das candidaturas submetidas ao pacto firmado entre os autarcas da Área Metropolitana de Lisboa e ao Programa Operacional de Lisboa – ambos relacionados com a obtenção de financiamento comunitário -, estamos a referir-nos, em concreto e não exaustivamente, à requalificação da Avenida do Canto do Pinheiro, Avenida 5 de Outubro e Largo da Feira – requalificando-se a componente viária, que será complementada com a criação de percursos pedonais e cicláveis e uma bolsa de estacionamento de apoio ao centro histórico da Vila de Alcochete com capacidade estimada para 182 viaturas -, à requalificação e ampliação da Escola do Valbom e de parte do complexo desportivo, nomeadamente do ringue, que, entre outras componentes de requalificação, ficará dotado de uma cobertura que possibilitará a respectiva utilização desportiva não condicionada às condições climatéricas.
Acresce, ainda, no domínio da valorização da Rede Ecológica Municipal, dos espaços naturais, da Biodiversidade e da Conservação da Natureza, o projecto de intervenção e valorização do “Sítio das Hortas e Pinhal da Areias”.
A concretização destes objectivos tem subjacente dois pressupostos que reputamos de fundamentais: a situação financeira da autarquia e a vigência de um quadro de fundos comunitários.
Assim sendo, a situação de estabilidade e conforto financeiros da Câmara Municipal permite assumir, planeada e racionalmente, uma estratégia de investimento que associa o esforço financeiro municipal com a utilização de fundos comunitários decorrentes da aprovação, pelas autoridades de gestão dos mesmos, do mérito da visão estratégica e ambiciosa que preconizamos para o nosso concelho.
Devemos recordar-nos que, apesar da gravíssima crise económica, financeira e social que produziu os seus nefastos efeitos e impactes em parte substancial dos últimos doze (12) anos – sem quaisquer ambiguidades, tratou-se (não se sabendo, ainda, se o pretérito perfeito será o tempo verbal adequado) da maior crise desta natureza desde a grande depressão de 1929 -, nunca prescindimos da nossa visão e estratégia, assim como nunca preterimos a nossa ambição e a nossa ousadia de sonhar para concretizar. Não o fizemos então, não o faremos agora, não o faremos nunca.
 
 

O Presidente da Câmara Municipal

Luís Miguel Carraça Franco


 

Município de Alcochete © 2015 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze