Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Passil vai ter posto de saúde móvel

Passil 1 750 2500
08 Fevereiro 2018

A população do Passil vai ter um posto de saúde móvel ainda durante este mês de fevereiro. A vice-presidente da câmara municipal, Fátima Soares, reúne hoje, 8 de fevereiro, com o diretor do Centro de Saúde de Alcochete, Carlos Afonso, e o diretor do Arco Ribeirinho, Miguel Lemos, para em conjunto ultimarem todas as questões relacionadas com a prestação deste serviço tão importante para a população do concelho de Alcochete.

Esta informação foi apresentada ontem, 7 de fevereiro, em reunião de Câmara pela vice-presidente Fátima Soares que, assumindo o pelouro da saúde e desenvolvimento social, explicou que este serviço só não está já a funcionar, tal como tinha sido adiantado pela Autarquia, por razões de caráter informático. Ou seja, a viatura de saúde móvel necessita de um software que, ligado ao sistema do centro de saúde de Alcochete, vai permitir a emissão de receituários, atestados médicos e outro tipo de prescrições médicas no momento da consulta.

“De salientar ainda que esta carrinha terá um serviço médico e de enfermagem também, uma mais-valia para a população que, neste momento para se deslocar ao centro de saúde, como todos sabemos, tem que ser em transporte próprio”, adiantou Fátima Soares.

Para o presidente da câmara municipal, Fernando Pinto, esta é uma solução que “já peca por tardia”, na medida em que se trata de um serviço fundamental “não só para as gentes do Passil, mas para todas as pessoas da Barroca d’Alva, do Monte Laranjo e de toda a zona mais ruralizada que se encontra a uma grande distância quer do centro de saúde de Alcochete, quer do Montijo”.

Fernando Pinto explicou também que a utilização da viatura móvel, em detrimento das instalações da câmara municipal neste lugar, foi uma opção dos profissionais de saúde.

“Disponibilizamos o espaço físico para sala de espera e inscrições mas o atendimento será realizado numa viatura devidamente apetrechada não só para o exercício das consultas médicas, mas também para a prática de enfermagem”, referiu o autarca destacando ainda que a câmara municipal já preparou o edifício para estas valências.

O serviço de saúde móvel terá uma periodicidade quinzenal, no entanto, há abertura por parte do centro de saúde de Alcochete e Arco Ribeirinho de alterar esta periodicidade para semanal, caso se justifique.

Município de Alcochete © 2015 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze