Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Receção à comunidade educativa marca início do ano letivo

1 1 750 2500
08 Setembro 2017
Com o início do ano letivo prestes a arrancar, a câmara municipal deu, no passado dia 6 de setembro, no centro escolar de São Francisco, as boas-vindas ao pessoal docente e não docente que vai estar ao serviço das crianças e jovens do concelho de Alcochete. A importância das parcerias e as respostas sociais que existem na comunidade estiveram na ordem do dia desta receção que ficou igualmente marcada pelas declarações do delegado regional da Educação de Lisboa e Vale do Tejo, Francisco Neves, sobre as condições da escola El-Rei D. Manuel I.

O espaço da biblioteca do centro escolar de São Francisco esteve lotado de profissionais da área da educação que não quiseram faltar a esta iniciativa municipal que, todos os anos, marca a rentrée escolar com a realização de um convívio que estimula a proximidade entre os intervenientes da comunidade educativa e o conhecimento sobre a identidade local.

Este ano foi entendimento da Autarquia dar a conhecer os recursos e o trabalho que é dinamizado a nível local em prol do bem-estar social e emocional das crianças e jovens do concelho e, neste sentido, foram apresentadas informações sobre a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Alcochete (CPCJ), com a intervenção de Teresa Santiago, sobre o Centro de Apoio de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental da Abrigo, por Rita Pereira, e a encerrar o painel de oradores Nuno Colaço, doutorado em Neuropsicologia e diretor do Hapinez – Centro de Excelência para a Psicologia apresentou uma comunicação informal e dinâmica sobre “A sobrevivência do mais forte no sistema educativo”.

No plano institucional, as carências do parque escolar concelhio não foram descuradas pelo presidente da Câmara Municipal de Alcochete, Luís Miguel Franco, pela vereadora da Educação, Susana Custódio, nem pelo delegado regional da Educação de Lisboa e Vale do Tejo, Francisco Neves, que marcou presença nesta iniciativa e, na sequência das reuniões realizadas com a câmara municipal, agrupamento de escolas e associação de pais tem consciência das necessidades da escola El-Rei D. Manuel I.

Depois de retiradas as coberturas de fibrocimento ainda existentes na referida unidade escolar, Francisco Neves informou que é intenção do ministério da Educação prosseguir, de forma faseada, com ações de renovação. “Para o próximo orçamento de 2018, apresentarei uma proposta de orçamento para continuarmos a realizar intervenções necessárias na referida escola para que possamos, aos poucos, ter uma escola renovada”, disse.

E quanto a este ano letivo acrescentou que estão a ser equacionadas opções “(…) para aproveitar o espaço existente de forma a criar possibilidades de termos mais salas de aulas para que os alunos não percam algumas das outras atividades que, neste momento desenvolvem nesses espaços e que, numa primeira fase, terão que ser aproveitados para aulas”.

Sendo a educação uma prioridade permanente para o Município de Alcochete, Luís Miguel Franco, relembrou que ao longo destes últimos doze anos a área da educação foi sempre uma preocupação constante, mesmo em altura de crise económico-financeira.

“Gostaríamos de ter conseguido materializado na prática e em conformidade com as competências do Município mais obras que requalificassem o nosso parque escolar mas, muitas vezes, esquecemo-nos que o país e o mundo atravessou a maior crise económico-financeira desde 1929. Tivemos de gerir recursos extremamente finitos e estabelecer prioridades e a educação foi sempre uma dessas prioridades”, referiu.

E quanto ao futuro, Luís Miguel Franco acrescentou que em matérias de educação a mensagem é de tranquilidade, visto que vai continuar a ser uma prioridade e, em breve, “(…) a câmara municipal vai iniciar as obras de requalificação da escola da Restauração”, havendo também já uma candidatura submetida a fundos comunitários para transformar a escola do Valbom num centro escolar.
E deixou um apelo ao Governo da República para a “(…) necessidade dos municípios em terem verbas necessárias para a requalificação do parque escolar, ainda para mais quando os municípios vão ser confrontados, num futuro próximo, com propostas de descentralização de competências”.

No mesmo sentido, a vereadora da Educação recordou que o Município de Alcochete concretizou o maior investimento na área da educação com a construção do centro escolar de São Francisco, e que continua a ser ambição da câmara municipal a construção do centro escolar da Quebrada Norte, na freguesia de Alcochete. “Trata-se de uma obra que ultrapassa em muito aquelas que são as capacidades do município mas acredito que com os apoios da tutela, recorrendo a quadros comunitários ou a um outro mecanismo acredito que este desejo está ao alcance de ser uma realidade”, destacou Susana Custódio.

Quanto ao parque escolar da responsabilidade da tutela, a vereadora da Educação também realçou ser “imperioso” continuar a assegurar as devidas condições: “os estabelecimentos de 2.º e 3.º ciclos e ensino secundário precisam de ser assumidos como prioritários em intervenções de requalificação e ampliação que capacitem o parque escolar para as necessidades reais da nossa população que apresentam uma dinâmica de crescimento que não se impõe somente por novos residentes mas também porque somos ainda um concelho com crescimento natural”.

“Um excelente ano letivo para todos, cheio de confiança, tolerância e felicidade” foram os votos da diretora do Agrupamento de Escolas de Alcochete, Cristina Alves, que abraçou este ano o cargo de direção num mandato de quatro anos. Na sua “primeira” receção à comunidade educativa fez questão de sublinhar que o sucesso de um agrupamento está em cada um dos seus funcionários e no diálogo que se estabelece com os diferentes parceiros internos e externos.

“O sucesso do Agrupamento é o sucesso do coletivo e a base desse sucesso é hapiness”, concluiu Cristina Alves que presenteou ainda os participantes com a leitura de um excerto do livro “Torcicologologista Excelência” de Gonçalo M. Tavares.

Em fase de transição, a presidente do Conselho Geral do Agrupamento, Isabel Cristina, saudou a nova direção e endereçou votos de um excelente ano letivo para todo o pessoal docente e não docente.

A receção à comunidade educativa terminou com um sunset party em que todos puderam conviver ao som de temas com sonoridades de Verão.

2 1 1024 2500
3 1 1024 2500
4 1 1024 2500
5 1 1024 2500
7 1 1024 2500
6 1 1024 2500
8 1 1024 2500
9 1 1024 2500
10 1 1024 2500
11 1 1024 2500

Município de Alcochete © 2015 | Todos os direitos reservados

wc3 wcag 2.0 amrs logotipo logotipo wiremaze